PSB vai empurrar para março definição sobre candidatura de Ciro à Presidência

O PSB vai tentar empurrar para março a definição sobre a candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) à Presidência da República. Apesar da pressão do Palácio do Planalto para que Ciro anuncie a saída da corrida presidencial nos próximos dias, integrantes do partido argumentam que a legenda tem autonomia para decidir o futuro da candidatura nos próximos meses.

O PT promete pressionar o PSB esta semana para que Ciro aceite disputar o governo de São Paulo, com o apoio dos petistas. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem encontro marcado com o presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos (PE), na quarta-feira em Pernambuco, do qual Ciro pode também participar – se encerrar as férias que tiveram início no final de 2009.

No PSB, porém, o clima é de não ceder às pressões do PT por nenhuma definição neste momento. “O nosso prazo é março. Essa pressão, a gente não sentiu. Não tem solicitação formal do PT. O PSB vai decidir no seu tempo”, disse o líder do PSB na Câmara, deputado Rodrigo Rollemberg (DF).

O deputado, um dos articuladores da candidatura de Ciro, afirma que o partido deve avaliar com cautela qual o melhor caminho a seguir nas eleições presidenciais – se lança candidatura própria ou se apoia a pré-candidata do PT, ministra Dilma Rousseff (Casa Civil).

“A prioridade da candidatura do Ciro é manter o projeto do presidente Lula. Temos a tese de que duas candidaturas [da base governista] é melhor do que uma. A opinião do presidente é importante para definir o melhor caminho a trilhar”, afirmou Rollemberg.

No PMDB, que caminha para se tornar o principal aliado de Dilma nas eleições de outubro, o sentimento é de que a unificação da base aliada é fundamental para garantir a eleição da petista.

“O PSB tem legitimidade de lançar qualquer candidato, mas temos que unir a base governista. É uma posição interna do PSB. O deputado Ciro Gomes é importante em qualquer eleição, mas a decisão partidária será tomada pelo PSB”, disse o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).

FOL

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: